Autocriação

Estamos na melhor época do ano, na minha opinião. Época em que a natureza transformou as flores da primavera em frutos e se apresenta com abundância de alimentos para todas as criaturas vivem sobre a terra.

Autocriação

A chuva é frequente, pelo menos para boa parte das regiões brasileiras. As empresas desaceleram seu ritmo para pensar com mais carinho no ser humano que faz a máquina produzir. É o tempo das confraternizações, do amigo secreto, das trocas de presentes.

As pessoas ficam mais sensíveis e abrem mais o coração ao amor, à solidariedade, à compaixão. A fé fica mais explícita, com a celebração do natal. Começamos a fechar o balanço da vida, na jornada que se encerra, refletindo sobre os ganhos e perdas da jornada. Para muitos, no âmbito profissional, o ano não foi dos melhores, para alguns, igual, para outros, melhor. Independente do resultado de seu balanço, por pior que tenha sido o ano, você chegou vivo aqui, e provavelmente com saúde.
Isso é tudo que precisamos para viver com alegria o clima de natal, e para construir uma nova jornada no ano que está por vir. Não vale a pena começar o ano novo com ideias velhas, sem renovar a motivação e a esperança. E o melhor jeito de fazer isso, é depois do balanço da vida, criar um “novo você” para a nova jornada, praticar a autocriação. A autocriação significa reinventar-se, quebrar velhos paradigmas, abrir mão de crenças velhas e negativas e ousar pensar diferente.
Dicas
1 – Ao fechar seu balanço do ano, agradeça a Deus por tudo, mesmo que os resultados sejam negativos e frustrantes, agradeça e procure tirar lições positivas dele. Lembre-se que a melhor maneira de nos tornarmos merecedores é agradecendo por tudo que a vida nos dá.
2 – Defina suas metas e crie comportamentos novos. Descubra quais são seus pontos fortes, suas habilidades e talentos e canalize-os a serviço desse novo você.
3 – Pare de reclamar das pessoas à sua volta e mude-se em relação a elas. Libere-as a serem como elas são e desencane de problemas imaginários. Permita-se a ocupar apenas com problemas reais e só afirme que algo não dá certo depois de ter tentado todas as possibilidades.
4 – Permita-se acreditar nas pessoas, apesar das decepções, sempre existe gente confiável à nossa volta. Acredite no bem do mundo e na proposta dessa criança que vai nascer no natal. Liberte-se de suas preocupações tolas e viva o real, leve a vida mais leve, brinque na enxurrada, depois que a chuva passar, ande descalço, liberte-se dos tabus e máscaras impostas pela busca da perfeição e o medo de errar. Abrande o coração e revista-se de coragem e esperança para encarar, com entusiasmo, os desafios do novo ano.
por José Osvaldo de Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *