Torne realidade seus sonhos. Você pode!

Neste ano, vença o medo de arriscar
Fazer novos planos com o início do ano é uma prática comum à maioria das pessoas. Entretanto, três situações podem ocorrer: para um grande grupo, os planos ficam apenas na cabeça, logo vem as expectativas do carnaval e tudo cai no esquecimento e na mesmice. Outro grupo, começa com pique total, mas com o tempo vai perdendo o fôlego e se desiludindo até desistir. Outro grupo mais disciplinado e focado, coloca suas metas no papel, planeja as ações imediatas, as de curto e médio prazo, indo logo para a ação, de maneira planejada e organizada. Esses são os vencedores, terão muito o que comemorar no fim do ano. E você, de qual grupo faz parte? Lembre-se que suas escolhas e atitudes de hoje definem o seu futuro.

O que faz tanta gente desistir de suas metas?

A falta de autoconfiança é a causa principal, muitas pessoas até sonham, mas não acreditam em sua capacidade de realizar seus próprios sonhos. É disso que desencadeia todas as outras causas: a falta de planejamento, de ação, foco e disciplina. Estas são as principais inimigas do sucesso. Tudo isso vai desencadear a falta de paixão e ousadia, que são o combustível que alimentam os realizadores de sonhos.

Jesus nos contou uma parábola que reflete bem essa verdade, é a parábola dos talentos:

“Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens. A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou. O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cincos. Do mesmo modo, o que havia recebido dois, lucrou outros dois. Mas aquele que havia recebido um só, saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão. Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar as contas com os empregados. O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei. O patrão lhe disse: Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria! Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei. O patrão lhe disse: Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria! Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste. Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence. O patrão lhe respondeu: Servo mau e preguiçoso!…”

Num mundo ultramoderno em que vivemos, todos temos capacidades para receber cinco talentos, ou seja já recebemos de Deus inteligência e conhecimento suficiente para ir para a vida, de peito aberto e cabeça erguida, tornar realidade nossos sonhos, temos talentos de sobra. Pena que a maioria das pessoas vive como aquele que recebeu um talento só, não teve coragem de ousar e vive colhendo migalhas da vida.

Pense nisso e ouse mais neste ano.

Por José Osvaldo de Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *