O que é a vida?

Gonzaguinha, cantor e compositor da MPB, compôs uma das mais belas canções brasileiras, cantada por todas as pessoas que desejam animar uma festa, ou uma roda de amigos: “-Viver, e não ter a vergonha de ser feliz”… O interessante é que para compor esta música ele foi pesquisar entre as pessoas sobre o sentido da vida, com a pergunta: O que é a vida?

.

Obteve muitas respostas complicadas e cheias de pessimismo vinda dos adultos. Não satisfeito com as respostas, foi ouvir a opinião das crianças: “-Crianças, por favor, um minuto de sua atenção, o que é a vida para vocês?” Perguntou a um grupo de crianças que brincavam na praça. Em seu jeito descontraído e sem nenhuma dúvida foram respondendo “-a vida é bonita, responderam eles”. Encantado com a alegria das crianças e com a pureza de sua resposta, começou sua música: “-Eu fico com a pureza da resposta das crianças é a vida, é bonita e é bonita…”

A vida tem o significado que a pessoa lhe dá, a partir de suas crenças e valores. Sempre teve gente amaldiçoando a vida, reclamando de seus fracassos e má sorte e, culpando-a por isso. Muitas pessoas se nutrem de negativismo, olhando para seus poucos problemas reais e criando infinitos problemas imaginários, encontrando assim vários adjetivos negativos para definir a vida. A vida está associada à felicidade, quando a pessoa está feliz, a vida é linda, quando está triste, ou decepcionada a vida é uma droga. O grande problema é que os adultos complicam demais as coisas ofuscando assim o encantamento da vida. As crianças têm muito a nos ensinar a respeito dela. Especialmente nestes momentos em que uma nuvem negra de pessimismo encobre o Brasil, pela descrença no governo e estagnação da economia, as pessoas ficam mais inseguras e carrancudas, desiludindo de suas esperanças. Toda nuvem, por mais escura que seja, passa.Nenhuma nuvem encobrirá o céu azul e o sol radiante por muito tempo. Mas os pessimistas vivem como se essa nuvem nunca fosse passar. Convido essas pessoas a se juntarem aos otimistas, a fim de acreditar que daqui a pouco a nuvem negra se dissolverá e o sol e o céu radiantes surgirão novamente, trazendo alegria e reacendendo as esperanças.

 

“fazer outras pessoas felizes é a melhor maneira de tornar nossa vida mais empolgante e cheia de sentido.”

 

A vida é cheia de surpresas, por mais que a planejamos. Planejá-la é preciso, mas também é preciso preparar-nos para receber de coração tranquilo as surpresas do caminho. Quando lhe acometer um problema, uma doença, a perda do emprego, ou até a morte de um ente querido, lembre-se, atrás dessa nuvem negra, o sol brilha radiante. Tente olhar para o sol que está depois da nuvem e viva o presente com o sentimento do futuro novo e iluminado que vai chegar. Olhe para os problemas como oportunidade de amadurecimento e crescimento espiritual e, foque sua atenção nas outras coisas que fazem parte da vida, mantendo um olhar de gratidão ao que ela nos disponibiliza a todo momento. Tenha um propósito nobre, olhe para a sua vida e para a vida do mundo como alguém que se propõe a tornar a vida dos outros mais prazerosa. Aprenda que o jeito de ser mais feliz em cada momento da vida, é querer fazer a diferença na vida dos outros. O maior aprendizado que trago da vida que já vivi e levo comigo enquanto eu existir é que, fazer outras pessoas felizes é a melhor maneira de tornar nossa vida mais empolgante e cheia de sentido. Foi isso que fizeram Jesus, Gandhi, Madre Tereza de Calcutá, Luter King, Mandela, Chico Mendes, Zilda Arns, Chico Xavier e tantos outros. A vida de quem tem um ideal nobre é tão grandiosa que nunca morre…
por José Osvaldo de Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *